MOÇÃO DE APLAUSOS Nº 09/2017 | Câmara Municipal de Aiuruoca

MOÇÃO DE APLAUSOS Nº 09/2017

MOÇÃO DE APLAUSOS Nº 09/2017

A Câmara Municipal de Aiuruoca, por intermédio do Vereador Mário de Arimateia dos Santos, com aparo no Artigo 165 do Regimento Interno, ouvido o Plenário e dispensadas às formalidades regimentais, apresenta Moção de
Aplausos, pelos 500 anos da Reforma Protestante, ocorrida no dia 31 de outubro de 2017.

Martinho Lutero e a Reforma Protestante

Martinho Lutero, nascido em Eisleben/Alemanha, no dia 10 de novembro de 1483, filho de Hans Luther e de Margatethe Lindemann. Foi um monge agostiniano, Doutor e professor de teologia germânico, um pregador muito conhecido e querido, que veio a receber do Senado da Faculdade de Teologia de Wittenberg o titulo de “Mestre em Bíblia”. Estudou grego e hebraico para aprofundar-se no significado e origem das palavras
utilizadas nas Escrituras, conhecimento que logo utilizaria para sua própria tradução da Bíblia. Tornou-se uma das figuras centrais da Reforma Protestante, levantou-se veemente contra diversos dogmas do catolicismo romano,
contestando sobre tudo a doutrina de que o perdão de DEUS poderia ser adquirido pelo comércio das indulgências, pois via que isso poderia confundir as pessoas e leva-las a confiar apenas nas indulgências, deixando de lado a
confissão e o arrependimento verdadeiro. Essa discórdia inicial resultou na publicação de suas famosas 95 teses em 31 de outubro de 1517, afixadas na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg. Lutero propôs com base em sua interpretação das Sagradas Escrituras, especialmente da Epístola de Paulo aos Romanos, que a salvação não poderia
ser alcançada apenas pelas boas obras ou por quaisquer méritos humanos, mas tão somente pela fé em Cristo Jesus (sola fide), único salvador dos homens, sendo gratuitamente oferecida por DEUS aos homens. Sua teologia desafiou a infalibilidade papal em termos doutrinários, pois defendia que apenas as Escrituras (sola scriptura) seria fonte confiável de conhecimento da verdade revelada por DEUS. Sua recusa em retratar-se de seus escritos, a pedido do Papa Leão X em 1520 e do Imperador Carlos V na Dieta de Worms em 1521, resultou em sua excomunhão da Igreja Romana. Desse modo, Lutero e seus apoiantes estavam forçosamente separados de outros católicos. Por isso, formaram suas próprias igrejas, que ficaram conhecidas como protestantes. Muitos nobres não gostavam da interferência da Igreja Católica na sua política, então deram apoio a Martinho Lutero e aos protestantes. O movimento cresceu e se espalhou. Apesar das diferenças entre as várias igrejas criadas, todos os nomes importantes na Reforma salientavam a importância da Bíblia como documento essencial da revelação divina. Além disso, a Reforma foi importante para aumentar a noção dos sacerdotes e dos crentes para a responsabilidade do Cristianismo perante o mundo. Além das 95 Teses, Martinho Lutero escreveu vários livros explicando
melhor suas posições sobre a salvação e outros assuntos. Ele também compôs alguns hinos e traduziu a Bíblia para alemão, para que o povo comum tivesse acesso à verdade. Contribuiu também, para o progresso de todas as áreas da vida como: ética, arte, fim da escravatura, política com a separação de igreja e estado trazendo a tão conhecida democracia, mas foi o avanço da educação o grande marco na reforma protestante, pois até então as missas eram todas em latim e o índice de analfabetismo era muito alto entre os fiéis. Com a orientação de leitura
da bíblia e com revolução da imprensa, o crescimento intelectual foi notório em toda a Europa, e os efeitos foram impactantes em toda sociedade. Países como Alemanha, Suécia, França e todo Reino Unido se desenvolverão e prosperaram. No Brasil, os ecos da Reforma Protestante chegaram através de Holandeses, porém com pouco efeito, todavia, foram as comunidades de imigrantes Alemães, no Rio Grande do Sul, sem dúvida, as grandes contribuintes
da propagação da doutrina da fé Protestante. Atualmente a Igreja Luterana possui mais de 1 milhão de membros no Brasil. Seguindo os passos da Igreja Luterana, outras denominações, como Presbiterianas, Batistas, Assembleia de
Deus, dentre outras espalharam a mensagem pregada por Lutero. Hoje cerca de 30% da população brasileira denominam-se da fé evangélica, segundo dados do IBGE. No município de Aiuruoca, a fé Protestante chegou em meados século XVIII com a expulsão da guarnição francesa do Rio de Janeiro. Esta guarnição era composta de soldados franceses, escoceses e uns poucos padres calvinistas. Os mesmos fugiram para o interior para escapar dos homens de Estácio de Sá. Na procura por clima mais ameno e com a notícia de haver ouro, subiram a
serra da Mantiqueira onde se estabeleceram no que é hoje o Arraial dos Franceses, localizado no Município de Carvalhos, que, na época, pertencia ao Município de Aiuruoca. A fé Protestante Aiuruocana também era representada não oficialmente desde o império, onde descendentes de judeus, franceses, italianos, alemães, que faziam parte da coroa Portuguesa, tinham convicções protestantes, mas foi na década de 60 que algumas denominações se estabeleceram no município e hoje possui vários templos de diferentes
denominações evangélicas. Ante o exposto, apresenta-se esta Moção de Aplauso a todas as Igrejas
Evangélicas de Aiuruoca em comemoração aos 500 anos da Reforma Protestante.
Que se dê conhecimento a todas as igrejas evangélicas, bem como a todos os cidadãos, pela ilustre e nobre comemoração.

Sala das Sessões, 06 de novembro de 2017.

_____________________
Francisco de Assis Barros
Presidente

_______________________
Roni Roberto Pena
Vice- Presidente

_____________________
Alarcon Antônio Delfim
Secretário

_______________________
Antônio Paulo Flores
Vereador

_____________________
José Renato do Nascimento
Vereador

_______________________

Ivair Corrêa
Vereador

_____________________
Mario de Arimateia dos Santos
Vereador

_____________________
Lázaro Hélio da Silva
Vereador

_____________________
Helder Carvalho Corrêa
Vereador